From the daily archives:

Segunda-feira, Janeiro 26, 2009

Juiz obriga viúva a dar mesada à amante do marido

por Pedro Sousa em 26 de Janeiro de 2009

em O mundo anda louco

Não consigo comentar… o título diz tudo… não consigo balbuciar nenhuma palavra…

http://quiosque.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ae.stories/12585

{ 0 comentários }

O ESTADO DA OPOSIÇÃO

por Pedro Sousa em 26 de Janeiro de 2009

em País

“A política portuguesa está a ser hilariante. Qualquer notícia sobre uma iniciativa ou declaração governamental é seguida de quatro contestações dos partidos da oposição e de mais uma ou duas dos sindicatos ou dos movimentos cívicos.
Suponhamos que o Governo anuncia a construção de um chafariz para abastecer de água uma população sequiosa, promover o turismo e aumentar o emprego. Vem o CDS e diz que os velhinhos não podem deslocar-se ao chafariz. Vem o PSD indignar-se pelo prejuízo da iniciativa privada. Vem o PC organizar uma manifestação e reclamar um chafariz em cada bairro. Vem o BE demonstrar que as construtoras pressionaram o Governo. Há-de haver também um sindicato a denunciar a precaridade do trabalho e uma ONG a condenar o desvio da água.
Como chegámos a isto? O CDS diz-se do centro, tem um eleitorado de direita mas é um projecto pessoal de sobrevivência política. O PSD afirma-se social-democrata mas é, na verdade, liberal, quando o liberalismo está em queda, depois de ter reunido os disfarçados apoiantes do regime que desaparecera. O PC é uma cassete gasta que vive dos herdeiros e deserdados do orçamento de Estado. O BE reúne os sonhadores utópicos com vocação adolescente.
Em Portugal, os partidos de oposição são um engano. Têm apenas a virtude de evitar fenómenos do tipo Le Pen. Mas a única oposição responsável ainda é a que está no interior do PS. Infelizmente para a alternância do poder e para as dinâmicas sociais que enformam a democracia, mas felizmente para enfrentar a crise que temos aí.”
[J. L. Pio Abreu]

{ 3 comentários }

BOA PIADA

por Pedro Sousa em 26 de Janeiro de 2009

em Estado de Espírito

Com a rapidez com que o Freeport foi aprovado, provavelmente foi a primeira empresa na hora!

(inspirado aqui: http://escoladelavores.blogspot.com/2009/01/primeira-empresa-na-hora.html

{ 0 comentários }

AFINAL TAMBÉM HÁ “RATINGS” BONS

por Pedro Sousa em 26 de Janeiro de 2009

em País

A OCDE produziu um relatório bastante elogioso das reformas levadas a cabo por este Governo no 1º ciclo do ensino básico, em particular as relativas ao fechamento de escolas, à concretização das actividades de enriquecimento curricular e à formação contínua de professores de Português, Matemática e Ciências.

O Diário de Notícias e o Jornal de Notícias fizeram uma chamada de primeira página. O 24Horas ficou-se por uma pequena nota. O Correio da Manhã nada noticiou. Mas o silêncio mais notório é seguramente o do Público: nem uma linha sobre o assunto.

Imagine-se que o relatório tinha puxado as orelhas às políticas do ME. Qual Freeport, qual quê: a primeira página ser-lhe-ia seguramente dedicada.

Alguém avise sff o respectivo director José Manuel Fernandes que o relatório até tem poucas estatísticas, não fosse o mesmo duvidar dos “números”.

daqui: http://paisrelativo.net/politicas/revistinha-de-imprensa/

*****************************************************************

A esta notícia, inequivoca, o inimitável Mário Nogueira disse à TSF: «A Fenprof considera «prematuros» os elogios feitos por um estudo internacional à reforma do ensino escolar, afirmando que a educação estava tão mal, que qualquer medida tomada teria visibilidade».

Lamentável… mesmo quando lutamos contra algo, nenhuma cegueira nos deve impedir de apontar um ou outro ponto positivo. A não ser, claro, quando a nossa preocupação é mais política do que profissional

{ 7 comentários }