From the daily archives:

Quinta-feira, Janeiro 29, 2009

OS CASOS

por Pedro Sousa em 29 de Janeiro de 2009

em Com a devida vénia

Portugal vive, há pelo menos dez anos, traumatizado consigo mesmo. Inexplicavelmente, o “país dos brandos costumes” transformou-se num país de justiceiros e corruptos. As injecções de adrenalina são permanentes e já ninguém consegue viver sem “casos”. Nesse período de tempo foram, que me recorde, o “Caso Vale e Azevedo”, o “Caso Caldeira”, o “Caso Moderna”, o “Caso Independente”, o “Caso Isaltino”, o “Caso da Câmara de Lisboa”, o “Caso Apito Dourado”, o “Caso Casa Pia”, o “Caso BCP”, o “Caso BPN”, o “Caso BPP, o “Caso Gondomar”, o “Caso Fátima Felgueiras”, o “Caso Portucalle”, o “Caso Furacão”, o “Caso Freeport”, só para referir os mais conhecidos. Todos eles durante anos na justiça e nos media, e muitos deles ainda por terminar. Portugal é, de facto, um caso curioso.

http://portugalcontemporaneo.blogspot.com/2009/01/um-pais-em-ocaso.html

{ 0 comentários }

FREEPORT POR RAP

por Pedro Sousa em 29 de Janeiro de 2009

em País

O terceiro ponto menosprezado pela comunicação social tem a ver com o facto que precipitou a investigação. Ao que parece, o juiz desconfiou do modo como o processo foi licenciado. De acordo com a descrição do magistrado, tudo se passou de forma impecável, célere e competente. Estava à vista de todos que alguma coisa estava mal. Em Portugal, este costuma ser um bom método para descobrir ilegalidades. Se um projecto é aprovado dentro do prazo, alguém anda a receber dinheiro por fora. Normalmente, quando alguma coisa corre bem, é sinal de que há moscambilha.

RAP Visão de 29/01

{ 1 comentário }