PERCEBER O PSD AROUCA

por Pedro Sousa em 17 de Abril de 2010

em Arouca

Lendo o artigo no Discurso Directo de um dos principais elementos do PSD Arouca na Assembleia Municipal (Pedro Teixeira), percebe-se que a ideia desse partido sobre o Orçamento das GOP de 2010 da Câmara Municipal é:

«[...] este Presidente e seus vereadores executivos mostram-se alheados da realidade arouquense e demais forças políticas[...]»

«[...] Não houve qualquer intenção de diálogo»

«O documento é marcado por uma realidade que vai apertando e acinzentando a situação financeira do município»

«[...] sobrando alguns “trocos” para umas operações de cosmética, uns foguetes e uns brindes aos Presidentes de Junta de Freguesia que se portarem melhor…».

Dos vereadores do PSD pode ler-se noutro local que acham que «São cada vez mais e maiores as despesas correntes do Município» e que «Esbanjam-se fundos emprestados em algumas iniciativas para “encher o olho” e investe-se teimosamente em iniciativas de cunho populista».

E tendo tudo isto em consideração, o que determinou a coerência social democrata? A abstenção… ou seja, lavar as mãos sem assumir as criticas. A posição confortável de quem não quer ser confrontado com posição nenhuma.

Foi isto…

{ 1 comentário… lê abaixo ou adiciona }

1 inquieto 18 de Abril de 2010 às 9:45

olá Pedro,

é verdade, o triste exemplo que também vem doutras latitudes!!
já começa a faltar homens com “eles” negros!

capazes de dizer quando está bem …

e de rebentar com eles qd está muito mal!

enfim …

todos presos por algo… que ningém percebe…

um abraço
inqiueto

Responder

Anterior:

Seguinte: