SER JORNALISTA, PELOS VISTOS, TORNA-NOS INIMPUTÁVEIS

por Pedro Sousa em 28 de Janeiro de 2009

em Arouca

Se soubéssemos quem fez chegar o famoso DVD ao jornal e em que data tal sucedeu ficaríamos a saber mais sobre o caso Freeport do que alguma vez vai saber o Ministério Público. E se soubéssemos quem violou o segredo de justiça seria a cereja em cima do bolo.

A tentativa de golpe que este caso representa é um crime bem maior do que o oportunismo familiar o neurónio criativo.

Talvez percebêssemos porque razão este caso ia provocando um orgasmo precoce em muita gente que anda desesperada há quatro anos, gente que começou por apontar baterias para os eventuais favores a familiares de Sócrates, depois tornaram-se ambientalistas e agora estão preocupados com a celeridade na decisão de um processo. O seu desespero denuncia claramente a estratégia.

retirado daqui: http://www.jumento.blogspot.com/

{ 4 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 F Santos 29 de Janeiro de 2009 às 3:27

“O seu desespero denuncia claramente a estratégia.”

Gostava de saber que estratégia é essa. Fazer cair o Governo não será, concerteza. Quem ficava a ganhar era o PS, porque a oposição, nomeadamente o PSD, não está em condições de ganhar nada, nem a feijões.

Esperemos (honestamente!) que este caso não venha a ser mais grave do que parece, e que a estratégia não seja a mentira, como é apanágio deste executivo em muitas matérias (olha, como associar o relatório da educação à OCDE, p ex)

Responder

2 João 29 de Janeiro de 2009 às 10:24

Disse-se:
“gente que começou por apontar baterias para os eventuais favores a familiares de Sócrates…”,

Eu enfio o barrete por completo!
Eu sempre apontarei no sentido de denunciar eventuais favores a familiares do Sócrates! Existem provas …há um e-mail a evidenciar isso. E acho que todos os cidadãoes português ( incluindo os socialistas) deviam apontar o dedo a estas situções! Vamos calar-nos! porquê! Por ser o Sócrates?
Ou não podemos atacar o socrates como atacamos uma atitude de uma pessoa qulaquer ( pelo facto de ele ser PM?)

“depois tornaram-se ambientalistas …”
Hã. como assim? Não devemos todos lutar para termos um país melhor, mais saudável, menos poluído? Não devem TODOS os cidadãos preservar o que de melhor tem o seu país? Não devemo preservar as nossas areas protegidas? Eu você acha que as pessoas não podem defender esses interesses NACIONAIS só por não pertencerem ao patido eceologista os verdes?

…e agora estão preocupados com a celeridade na decisão de um processo”
Quem não está preocupado com a celeridade processual?Toda a gente está. ou deve estar. A demora da justiça é um problema a resolver. Ou você acha que devemos defender a lentidão da justiça. Mais, o pró
prio Sócrates disse que devia ser decidido rapidamente. Até Socrates de apercebeu da necessidade da celeridade. É o nome dele que está em causa e ele quer esclarecer as coisas antes das eleições. Não percebo como se pode acusar as pessoas de estarem preocupadas com a celeridade.

“O seu desespero denuncia claramente a estratégia.”

É bem verdade. Como estou desesperado, denuncio claramente a minha estratégia para tentar salvar este país!

Responder

3 F Santos 29 de Janeiro de 2009 às 12:05

“Existem provas …há um e-mail a evidenciar isso”

Deixe a justiça averiguar e depois tire-se conclusões. Não nos precipitemos. Nem nesta nem em situações em que alguém é acusado de um qualquer acto ilícito. Mesmo que possamos não gostar muito da pessoa visada.

Responder

4 Tina 22 de Junho de 2009 às 19:44

Tenho é pena de não poder gritar mais alto do que isto: Justiça para todos!
PM ou não, ele não é mais do que eu ou o senhor… Ele come, dorme, boceja e espirra como toda a gente – inclusivé o que não vou mencionar por delicadeza…
E, no meu entender, por mim deveriam rolar muitas mais cabeças, quero lá saber de quem são!…
E, como o parceiro acima afirmou, quem cala consente… Já lá diz aquela velha frase que muito me choca: O Mal prevalece não porque seja mais poderoso, mas porque os homens bons voltam as costas…
Sempre que isso acontecer, sempre voltarmos a cara à luta, à desigualdade, à injustiça, merecemos sim, tudo o que nos estiver reservado!

Responder

Anterior:

Seguinte: