From the daily archives:

Domingo, Janeiro 23, 2011

MAIS UM EXCELENTE EXEMPLO DA CÂMARA DE AROUCA

por Pedro Sousa em 23 de Janeiro de 2011

em Arouca

Foi publicada pela Direcção Geral das Autarquias Locais um relatório sobre o Endividamento Liquido per Capita dos Municípios Portugueses, refletindo os dados de 2009 (ainda em fase de contraditório) e comparação com 2008.

Nestes números é bem visível o excelente trabalho que o executivo socialista tem feito em frente dos destinos do município de Arouca. Orçamentos rigorosos e escrupulosamente cumpridos e recurso ao crédito só mesmo em situações de investimentos estruturantes e necessários, colocam a Câmara Municipal de Arouca com um endividamento médio per capita a menos de metade da média nacional.

No grupo dos munícipios vizinhos (do Entre Douro e Vouga) só São João da Madeira consegue melhor rácio que Arouca.

O município com o maior endividamento per capita (isto é, por habitante) em 2009 foi Vale de Cambra, com uma dívida de 768,30€ por habitante. A seguir está Oliveira de Azeméis com 607,50€, seguido de Santa Maria da Feira com 436,90€ por cada habitante. O melhor exemplo, como disse, é São João da Madeira com 192,20€/habitante.

Arouca é um extraordinário exemplo pois tem um individamento per capita de 221,90€ no ano de 2009, quando a média nacional é de 471,50€.

E refira-se ainda que os bons indicadores sobre o nosso município não se ficam por aqui. Enquanto o endividamento liquido per capita médio do país aumentou 14,7%, o de Arouca aumentou 1,2%.

Tal como escrevi na última crónica do jornal Roda Viva, Arouca pode estar traquila porque tem um executivo socialista na sua liderança preocupado com o desenvolvimento do município, mantendo uma situação financeira estável que lhe permita olhar para o futuro de forma tranquila.

{ 0 comentários }