Do arquivo mensal:

Outubro 2009

A VERDADE A IR AO FUNDO

por Pedro Sousa em 22 de Outubro de 2009

em País

Miguel Fraquilho, deputado e porta-voz para a economia do PSD, passa a vida a falar mal das politicas do Governo e a dizer que o país vai mal e na direcção errada.

Miguel Frasquilho, enquando administrador do BES, fez um sucesso dos diabos na Bolsa de Nova Iorque, ao “elogiar a economia portuguesa” perante investidores americanos. Frasquilho “enfatizou o crescimento das exportações, sublinhou o défice e um desemprego abaixo da média europeia, concluindo que Portugal está bem colocado para ter um papel positivo na economia mundial nas próximas décadas.

Se se mantiver a teoria de que se acredita mais nos gestores que nos políticos…

{ 4 comentários }

Foi você que pediu uma oposição responsável?

por Pedro Sousa em 22 de Outubro de 2009

em País

Oposição pede suspensão da avaliação dos professores mas deixa soluções para depois

aqui

{ 0 comentários }

Rio de Frades – Minas do Volfrâmio

por Pedro Sousa em 22 de Outubro de 2009

em Arouca

«Aquando da Primeira Guerra Mundial, iniciou-se em Arouca a corrida ao Volfrâmio, minério utilizado no fabrico de armas e munições, com vista ao seu endurecimento e maior resistência.»

«O antigo Couto Mineiro de Rio de Frades localiza-se na freguesia de Cabreiros, junto à povoação de Rio de Frades, concelho de Arouca e distrito de Aveiro; as primeiras minas de volfrâmio foram aqui demarcadas em 6-5-1914. A exploração destas minas, no período das Guerras Mundiais, foi efectuada pela Companhia Mineira do Norte de Portugal, pertença de alemães. A mina de Poça da Cadela, a mais importante de Regoufe e próximo da aldeia homónima foi concedida em 9-9-1915, tendo sido extinta pelo decreto lei nº88/90. Estas minas foram exploradas, no seu período áureo, pela Companhia Portuguesa de Minas, que na realidade pertencia a ingleses. Os dois centros mineiros distam, apenas, cerca de 5 km.
Como é referido em Silva e Ribeiro (2004), as minas de Rio de Frades e Regoufe constituem, no concelho de Arouca, o primeiro grande movimento de industrialização e de proletarização, e ainda, o maior investimento estrangeiro, até à actualidade.

continua aqui

{ 2 comentários }

Arouca: Empresa em risco por não arranjar trabalhadores

por Pedro Sousa em 22 de Outubro de 2009

em Arouca

Uma empresa de calçado de Arouca tem o futuro ameaçado por não arranjar trabalhadores.

 A Controlfactor recorreu aos centros de emprego e disponibilizou cursos de formação, mas são muito poucos os interessados.

“Decidimos aumentar o quadro de pessoal, apostando primeiro em acções de formação, para depois escolhermos funcionários para a empresa”, explicou António Belém, administrador da Controlfactor, que emprega cerca de 90 pessoas. A iniciativa, ao contrário do esperado, esbarrou na falta de interessados em frequentar a acção de formação.

O responsável pela empresa de calçado lembra que, das 50 pessoas que foram seleccionadas pelos centros de emprego, “todas do concelho de Arouca”, “apenas quatro mostraram interesse em frequentar a formação”. “Não posso arrancar com apenas quatro pessoas”, adiantou Manuel Belém que, a cada dia que passa, soma prejuízos com a deslocação que foi efectuada pela unidade móvel do Centro de Formação do Calçado, entidade responsável pela referida acção de formação.

“As pessoas podem pensar que vou ganhar dinheiro com a formação, mas acontece precisamente o contrário”, referiu o administrador da empresa. “Estou a pagar do meu bolso este curso e se não arranjar interessados nos próximos dias vou desistir de vez da iniciativa”, explicou.

Nem mesmo o facto de quem frequentar a formação poder continuar a usufruir do fundo de desemprego, além de receber subsídio de alimentação e de deslocação, parece ser suficientemente apelativo. Embora, em Arouca, o desemprego tenha aumentado.

O objectivo de António Belém passava por dar emprego à maioria das pessoas que entrassem na formação e mostrassem interesse em ingressar nos quadros da empresa, que começa a não conseguir dar respostas às encomendas. Mas tal não veio a acontecer.

Também a tentativa que há anos diz estar a levar a efeito junto dos centros de emprego para conseguir a desejada mão-de-obra, com experiência, não tem resultado. “As pessoas que para aqui são encaminhadas arranjam muitas desculpas para não quererem trabalhar na linha de produção. Uns dizem que têm filhos para tratar, outros que são de longe. É raro haver quem se mostre verdadeiramente com vontade de trabalhar”, observou.

António Belém, que tinha projectos para aumentar a empresa e dar emprego a mais funcionários, já teve que negociar a diminuição da encomenda que tinha com um dos principais clientes e teme que isso possa vir a ter consequências no futuro da empresa.

“Sei que não é um emprego de luxo, mas numa altura em que as pessoas se queixam tanto da crise não percebo por que recusam tão facilmente as propostas de trabalho. Estou desesperado com a falta de pessoal.Nos dias de hoje, para muitas pessoas isso pode parecer impossível de acontecer. Mas acontece”, concluiu

in Jornal de Notícias

{ 0 comentários }

Eu não creio em bruxas…

por Pedro Sousa em 20 de Outubro de 2009

em País

Saiu uma nova informação na TVI sobre o caso Freeport, relativo a um fax com informação importante.

Uma peça que, pelo que li, poderá ser importantissima para o processo. Quer o Público, quer a TVI levantam várias questões e citam várias passangens desse fax.

Curiosamente, nenhum deles cita esta frase que está também no fax:

3. The Minister of the Environment, Eng. Jose Socrates, is considered to be one of the pillars of the PS government and the essence of integrity. – Confirmed by others

ou em português

 

3 – O Ministro do Ambiente, Eng.º José Sócrates, é considerado como um dos pilares do Governo PS e é tido como a integridade em pessoa. – Confirmado por outros

É preciso esmiuçar o texto e seguir o link do fax para poder ler isto. Na notícia, nem uma única referência a este parágrafo.

No comments…

{ 8 comentários }

A PRÓXIMA ELEIÇÃO

por Pedro Sousa em 18 de Outubro de 2009

em Arouca

A próxima eleição, a decorrer ainda este mês, será para eleger o Presidente da Assembleia Municipal.

Apesar deste orgão ir a votos, não são directamente os votos dos eleitores que definem quem é o Presidente da Assembleia  Municipal.

O Partido Socialista foi o partido mais votado nas últimas autárquicas, com o Prof. Jorge Oliveira a levar a melhor sobre Paulo Portas. Agora, terão de ser apresentadas listas para votação dos 41 elementos da AM.

O desiquilibrio na votação poderá vir da posição do PSD, que ainda não publicitou se vai ou não apresentar lista. Tendo em conta a votação, diria que não (ficariam apenas com 1 deputado municipal “em exercício” e perderiam o seu melhor elemento para Presidente da AM), mas nunca se sabe. Pode também fazer uma coligação com o PP que coloque Paulo Portas na Presidência da Assembleia com secretários definidos pelo PSD.

Curiosamente, acho que o PSD tem muito mais em jogo nesta eleição, do que os restantes partidos. É que se o PSD alimenta a ida de Paulo Portas para Presidente da Assembleia, irá permitir que durante 4 anos o PP Arouca capitalize ao máximo esse facto, ganhando votos num terreno tipicamente PSD. Ou seja, ao contribuir para isso, o PSD estará a criar a si próprio um problema para daqui a 4 anos.

A melhor solução para o PSD poderá mesmo ser apoiar a lista do PS ou então abster-se. Ou não?

{ 12 comentários }

A TANGA DA VERDADE CONTINUA

por Pedro Sousa em 15 de Outubro de 2009

em País

Para aqueles que foram na conversa dos que se fazim de muito sérios e de detentores da Verdade, as máscaras continuam a cair:

Deus Pinheiro renuncia ao Parlamento em tempo recorde

  Meia hora depois da tomada de posse dos novos deputados, João de Deus Pinheiro, do PSD, renunciou ao cargo. O antigo eurodeputado e ex-ministro dos Negócios Estrangeiros foi eleito pelas listas do PSD em Braga e será substituído pelo líder da JSD, Pedro Rodrigues

 

in Diário Económico

{ 7 comentários }

Indústria em Portugal com 2º melhor comportamento

por Pedro Sousa em 15 de Outubro de 2009

em País

Fonte Eurostat

Em Agosto a produção da indústria portuguesa cresceu 5,7% em relação ao mÊs anterior, o que é um bocadinho mais que os 0,6% da média europeia. Melhor só a Itália.

Em termos anuais é pelo menos o sexto mês consecutivo, que a indústria portuguesa tem um comportamento acima de média.

{ 2 comentários }

BICOS DE PÉS

por Pedro Sousa em 15 de Outubro de 2009

em País

WallCurioso:

O partido que teve mais de 2.000.000 de votos, repito, 2 MILHÕES de votos, diz-se disponível para acordos;

Os partidos que tiveram 600.000, repito, seiscentos mil ou menos dizem que isso está fora de questão.

E o outro é que era arrogante na maioria… há quem o seja em grande minoria

{ 1 comentário }

Arouca: Adolescente foge de casa (act.)

por Pedro Sousa em 14 de Outubro de 2009

em Arouca

Um jovem de 15 anos, de Arouca, que fugiu de casa na passada sexta-feira, apareceu, na manhã de ontem, terça-feira, em Setúbal. Alegadamente, ia ter com um colega que conheceu na Net, mas terá sido acolhido por um casal que o entregou à GNR.

{ 0 comentários }