From the daily archives:

Quinta-feira, Agosto 30, 2007

[...]
Mais uma vez (começa a ser frequente) conta a anedota do compadre que foi ao bordel, quando estava com duas profissionais do ramo entrou-lhe uma rusga pela porta dentro, a primeira menina identificou-se como sendo cabeleireira, a segunda como manicura, aí o nosso compadre exclamou”querem ver que a p* sou eu?”.
[...]

daqui
http://jumento.blogspot.com/2007/08/umas-no-cravo-e-outras-tantas-na_30.html

Realmente temos de reconhecer que é extraordinário a lata que a classe política ganhou em Portugal (mesmo os exportados). Torna-se natural dizer que não sabia, não li, não foi comigo, foi o meu assessor que fez o blog. Um destes dias, encontrar um político honesto em Portugal, vai ser mais difícil que encontrar o Wally!!

{ 0 comentários }