From the daily archives:

Quarta-feira, Dezembro 8, 2010

A “novela” da Via Estruturante*

por Pedro Sousa em 8 de Dezembro de 2010

em Arouca

A última referência à obra importante para Arouca veio no Discurso Direto (*de onde é retirado o título deste post) da última sexta-feira.

Sobre o seu conteudo, o seguinte:

Tem de se fazer justiça ao CDS-PP Arouca, dado que tem apresentado a proposta de inclusão no PIDDAC da Via Estruturante. Apesar de saber que essa proposta será apenas para “inglês ver”, não se demite desse compromisso.

O PS está numa posição bem mais complexa… Com dificuldade em dar seguimento à promessa efetuada por José Sócrates em Arouca, segue a linha de orientação do Governo e do ministro das finanças quanto à contenção e não aprova tal inclusão. Apesar de ciclicamente ir assegurando que se busca uma solução, o PS continua em falta com Arouca no que diz respeito à Variante (apesar do Governo ter efetuado enormes investimentos no concelho nos últimos anos, a variante é efetivamente o investimento que mais procuramos). E os arouquenses devem continuar a exigir isso do Governo e do PS. Há que dizê-lo com frontalidade, como alguém diria…

Novidade é o argumento do PSD. Não podem fazer mais porque não são Governo e, portanto (na linha do que faz habitualmente) absteve-se. Mesmo sabendo que o seu voto a favor seria determinante, mesmo com Passos Coelho a dizer que incluir a obra no OE não seria grande problema, absteve-se. Não pode fazer mais do que abster-se? Que tal votar a favor? Já seria fazer mais, não?

Acusa-se a Câmara por não ser mais ativa e depois abstem-se?

Nota adicional para o facto da notícia ter ignorado (retiro do texto) qualquer comentário das estruturas municipais do PCP e do PS. Começa a ser sintomático e, a meu ver, injusto.

No caso do PS, independentemente da opinião que se possa ter da estrutura local, a verdade é que esta recebeu quase 9000 votos nas últimas autárquicas. Apesar de não fazer parte do clube dos que fazem de tudo para aparecer nos jornais, parece-me ser uma estrutura a ter em conta.

{ 7 comentários }