RUI RIO NO SEU MELHOR…

por Pedro Sousa em 10 de Maio de 2011

em País

Era uma vez uma antiga escola primária no Porto, a escola da Fontinha, que estava abandonada há, pelo menos, cinco anos. Um grupo de pessoas (ES.COL.A – Espaço Colectivo Auto-Gestionado do Alto da Fontinha) decidiu ocupá-la, reabilitá-la, recuperar o acervo abandonado da biblioteca e desenvolver, em conjunto com a população, um projecto educativo com as crianças do bairro (aulas de inglês, história e geografia; ateliês de xadrez, guitarra e ioga). A população recebeu bem os novos inquilinos, participou nas assembleias onde se discutiu o projecto e empenhou-se naquela nova vida que a escola foi ganhando.

 

Como todas as histórias, esta também tem um carrasco. O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, não apreciou a ousadia e tratou de mandar despejar os ocupantes e acabar com essa esquerdice de desenvolver projectos sociais e educativos com as populações, de devolver os espaços públicos às pessoas. E, por isso, hoje de manhã, os ocupas foram despejados e alguns deles detidos.

 

Evidentemente que a Câmara Municipal tem justificação para o sucedido, afirmando que a acção de despejo se deveu ao facto de estarem a «desenhar um projecto específico com outras instituições da cidade» para aquele edifício, mas que apenas poderá ser revelado o seu conteúdo assim que estiver tudo delineado.

Eu, que já sei do que a casa gasta, vou ali buscar o meu banquinho. As promessas de Rui Rio provocam-me varizes e, por isso, o melhor é mesmo esperar sentada.

Andrea Peniche

Anterior:

Seguinte: