Adivinhe quem subscreveu isto…

por Pedro Sousa em 22 de Maio de 2010

em País

  • Portugal tem uma excelente reputação na consolidação das finanças públicas, tendo reduzido o défice para 2,8% do PIB num cenário de crescimento reduzido da economia
  • Devido a reformas estruturais já realizadas, como as da Segurança Social e da Administração Pública, Portugal não enfrenta os mesmos problemas de outros países da UE em termos de crescimento da dívida pública
  • Portugal foi um dos primeiros países a apresentar crescimentos positivos em 2009, logo no segundo trimestre.
  • A queda do produto foi muito menos acentuada do que a média da UE
  • fomos vítimas de um ataque puramente especulativo, isto é, sem qualquer justificação, porque sem não tem qualquer fundamento nos “economic fundamentals” do país.
  • Este ataque deve ser entendido como um ataque aos países periféricos da zona euro e resulta de um efeito de contágio.
  • No contexto da UE, Portugal está muito bem classificado em termos de sustentabilidade da dívida pública.
  • O aumento do endividamento externo é um resultado natural da adesão ao euro
  • Nas exportações, Portugal tem vindo a apostar na diversificação de mercados e de produtos
  • Há uma alteração estrutural do mix das exportações portuguesas, com os produtos exportados a serem caracterizados por um maior valor acrescentado
  • Portugal está a ajustar-se à competição global; as exportações com maior conteúdo tecnológico têm vindo a crescer
  • A política energética seguida por Portugal vai permitir reduzir a dependência energética, reduzindo as importações

Foi o deputado do PSD, Miguel Frasquilho.

{ 2 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 inquieto 22 de Maio de 2010 às 10:59

Olá,

bom dia!

Pedro, se isto te chega ou te conforta, já te entendo!!

Se isto dá razão a outros que não o governo, dá!
Se isto mostra o pior dos políticos que defendes, e dos que estão à espreita, mostra!
Se a necessidade deste contraponto irá explicar o devaneio dos que nos governam, sem saberem como, não, não explica!!

Meu caro amigo, por muito que te custe, e a mim também, não é com estas lamúrias e estas pseudo-convicções que nos vamos governar.

Com as actuações, dos governantes e dos decisores, mas especialmente os governantes, nós sabemos onde já nos encontámtrámos, e começamos a ter consciência até onde vamos parar!!
Se há uma desculpa, ela anda pelas bandas da ignorância dos ditos, ou então pela malvadez dos mesmos. Foram sobejamente avisados pelos que, outrora, barbaramente enxovalhados e mal apelidados.
Daria jeito a compaixão, mas mais não dá… !!
Eu, por vergonha, e por muito menos gravidade, assumo as minhas responsabilidades. E com prejuízos materiais. Estes não! Ainda lhe serão perfigurados tributos! Num qualquer 10 de Junho! Bem ao jeito socialista!

Mas seremos nós a concluir das doutrinas! E veremos, não tardará muito, a Cartilha.

Iremos mudar de manual, de ferramentas e de atiude.

Mais quero FMI que me aperte a garganta, que governo socialista que me oriente!!

Livra!!

um abraço
inquieto

Responder

2 Pastor 24 de Maio de 2010 às 16:34

Caro Pedro: com esses elogios a deputado do PSD ainda lá vais cair como militante| :) )

Responder

Anterior:

Seguinte: