From the daily archives:

Sábado, Maio 22, 2010

Adivinhe quem subscreveu isto…

por Pedro Sousa em 22 de Maio de 2010

em País

  • Portugal tem uma excelente reputação na consolidação das finanças públicas, tendo reduzido o défice para 2,8% do PIB num cenário de crescimento reduzido da economia
  • Devido a reformas estruturais já realizadas, como as da Segurança Social e da Administração Pública, Portugal não enfrenta os mesmos problemas de outros países da UE em termos de crescimento da dívida pública
  • Portugal foi um dos primeiros países a apresentar crescimentos positivos em 2009, logo no segundo trimestre.
  • A queda do produto foi muito menos acentuada do que a média da UE
  • fomos vítimas de um ataque puramente especulativo, isto é, sem qualquer justificação, porque sem não tem qualquer fundamento nos “economic fundamentals” do país.
  • Este ataque deve ser entendido como um ataque aos países periféricos da zona euro e resulta de um efeito de contágio.
  • No contexto da UE, Portugal está muito bem classificado em termos de sustentabilidade da dívida pública.
  • O aumento do endividamento externo é um resultado natural da adesão ao euro
  • Nas exportações, Portugal tem vindo a apostar na diversificação de mercados e de produtos
  • Há uma alteração estrutural do mix das exportações portuguesas, com os produtos exportados a serem caracterizados por um maior valor acrescentado
  • Portugal está a ajustar-se à competição global; as exportações com maior conteúdo tecnológico têm vindo a crescer
  • A política energética seguida por Portugal vai permitir reduzir a dependência energética, reduzindo as importações

Foi o deputado do PSD, Miguel Frasquilho.

{ 2 comentários }