From the daily archives:

Segunda-feira, Fevereiro 2, 2009

Professora agredida à dentada em Escola de Faro

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em País

Um aluno de dez anos, do 5º ano de uma escola em Faro, agrediu à dentada uma professora durante uma aula de estudo acompanhado. A docente pretende apresentar queixa nos próximos dias.

 

Ana Lares, docente de Inglês há 33 anos e a trabalhar no agrupamento de escolas do 1º, 2º e 3º ciclos da escola Neves Júnior, em Faro, disse ter sido mordida num braço quinta-feira, depois de um desacato provocado pelo aluno durante uma aula de estudo acompanhado.

 

http://ultimahora.publico.clix.pt:80/noticia.aspx?id=1358497

{ 0 comentários }

Aviso à Imprensa

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em Estado de Espírito

untitledESTOU FARTO…

Já sei que estamos em crise;
Já sei que teremos um aumento do desemprego;
Já sei que há pessoas a passar por situações que nunca passaram.

Já sei tudo isso e não fico nada feliz, mas fosga-se, é preciso martelar-nos todo o dia com essa merda???

Se continuarem assim, deixo de comprar jornais e de ver telejornais!!!

Ou isso ou vou ali atirar-me de uma ponte!

{ 7 comentários }

Como fazer uma notícia

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em País

Não é o acto concreto do decisor político que tem uma configuração suspeita, é a presunção de que todos os actores políticos são corruptos potenciais, característica do populismo, que transforma em suspeitos todos os actos desses políticos, independentemente do seu conteúdo. O Pacheco Pereira de outros tempos, isto é, o Pacheco Pereira no lugar do actor político com poder de decisão, conhecia perfeitamente esta lógica da suspeição, e ilustrou-a exemplarmente com o seguinte caso: Pacheco Pereira toma um café antes de ir para a Assembleia e, no fim, paga a conta. Primeiro cenário: Pacheco Pereira não pede factura da despesa. No dia seguinte, um jornal titula na primeira página: “Pacheco Pereira colabora com evasão fiscal”. Segundo cenário: Pacheco Pereira pede factura da bica. Título do dia seguinte: “Pacheco Pereira pede factura de bica para colocar como despesa de trabalho”.
Que saudades desse Pacheco Pereira!

http://blog.fundacaorespublica.pt

{ 2 comentários }

a vida tal como ela é

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em Com a devida vénia

Hoje de manhã íamos no carro, depois de mais um acordar em correria, e eu sentia-me exausta, e olhei-te e estavas exausto, e lá atrás os miúdos gritavam um com o outro, É meu! Não, é meu! Ó mãe! Ele chamou-me bebé! Eu não sou bebé! E os gritos enchiam-nos os ouvidos e o sangue principiava a ferver-nos dentro das veias, sim, que eu bem senti o teu sangue ferver-te nas veias da mesma maneira que o meu, uma vontade imensa de gritar CALEM-SE C**AL*O!, e o cansaço, às 8.30, tão fundo.
Olhei para ti sem que te apercebesses (creio que estavas a entrar numa espécie de transe) e pensei: isto é a vida. A vida tal como ela é. E há poucas pessoas capazes de aguentar a vida como ela é. E quando se dão conta de que a vida não é como no Sexo e a Cidade, quando percebem que a vida não é só jantares românticos e festas e fins-de-semana em resorts de luxo, quando percebem que estão num carro, às 8.30 da manhã, completamente esvaídas, sem forças para darem um grito sequer, quando percebem, as pessoas – muitas pessoas – rebentam. Desistem. Dizem: Isto não é vida. Vou-me embora. Separo-me. Vou à procura de outra coisa. Melhor. Mais excitante. Mais glamorosa. Mais cool. A porra é que é engano. É mentira. É ficção. Daí a pouco, noutra casa, noutro carro, sentirão o mesmo. Sem tirar nem pôr. Porque isto é a vida. A vida tal como ela é.

Claro que há momentos de uma felicidade que não tem tamanho nem preço nem palavras que a definam. Ah, sim, claro! Mas são momentos. Excelentes por serem isso mesmo: instantes. E a gente vai naquele carro e pensa: daqui a bocado vai ser melhor. Amanhã vai ser melhor. No fim-de-semana vai ser melhor. Nas férias vai ser excelente. Para o ano é que vai ser em grande. E vai. Mas a vida, a p**a da vida, é aquele momento no carro. E a maior parte das pessoas que eu conheço não me parece minimamente preparada para aquele momento. Ou seja, para a vida.

http://coconafralda.blogspot.com/2009/01/vida-tal-como-ela-e.html

{ 0 comentários }

Tribunal de Évora julga aluno que agrediu professor

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em País

O Tribunal de Évora prosseguiu hoje o julgamento de um aluno da universidade local que é acusado de ter agredido e ameaçado um professor da academia, tendo a próxima sessão ficado marcada para dia 26.O caso remonta Outubro de 2006, em que o professor alega ter sido agredido pelo aluno à porta de um dos colégios da Universidade de Évora.

Antes, em Junho de 2004, o docente tinha chumbado o mesmo estudante, durante uma oral na disciplina de Geologia do Ambiente, argumentando que o trabalho apresentado não respondia ao tema proposto e o mesmo não tinha sido realizado pelo aluno.

http://www.algarveobserver.com:80/cna/noticias_ver.asp?noticia=24888

{ 0 comentários }

O Gajo está mesmo metido, não está?

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em País

Já em Portugal, as capas, é sobre a telenovela: “A Carta”. Argumento escrito por cá, em 2005, de autor anónimo, mandado para Inglaterra para lhe dar patine internacional, e reimportado em episódios. Como veio com a chancela Serious Fraud Office (SFD), que tomamos por departamento da BBC, é um sucesso. Desde aí, o País está suspenso como só esteve há muito, quando apareceu a “Gabriela”. A questão que atravessa o País é: “ele” está mesmo metido? O
[...]
Só nós nos opomos à crise. Não, não é opormo-nos dessa forma vulgar dos outros, que procuram soluções ou, pelos menos, se assustam. Nós combatemo-la da forma mais radical: negamo-la. Não venham cá com as vossas estatísticas, que nós temos a nossa curiosidade: o gajo está mesmo metido, não está?
[...]
O meu problema é ler jornais lá de fora. Peço desculpa, mas a crise é mais do que universal, é também portuguesa. Por isso, peço: mesmo que o gajo não esteja metido, metam-no. Não podemos é estar mais tempo nesta telenovela.
****************

Ferreira Fernandes, no DN

{ 0 comentários }

A Banca continua a querer roubar

por Pedro Sousa em 2 de Fevereiro de 2009

em Arouca

O Banco onde tenho o empréstimo do carro (que é o Santander) surpreendeu-me hoje…

Liguei a fazer um simples pedido: que a prestação que me é cobrada ao dia 15, passasse a ser cobrada no ínicio do mês. Mais nada… não quero renegociar nada, só MUDAR A DATA.

Custo da operação: 62,63€

JÁ OUVI FALAR DE GATUNOS MAIS RESPEITADORES!! Fosga-se!

{ 2 comentários }