Se resultar deem o Nobel ao Gaspar

por Pedro Sousa em 23 de Outubro de 2011

em País

Os portugueses vão perder entre 40% a 50% do seu rendimento até 2013. O ministro quer tornar-nos a pequena China da Europa.

Até 2013, a generalidade dos trabalhadores portugueses por conta de outrem vai perder entre 40% a 50% do seu rendimento e todos os seus ativos (casas, poupanças, etc.) vão sofrer uma desvalorização da mesma ordem de grandeza. Pergunto: alguém pensa que isto se fará de forma pacífica? Alguém pensa que o bom povo português aceitará mansamente este roubo? Alguém pensa que assistiremos bovinamente a este assalto? Repito: entre 2011 e 2013, o Governo toma medidas que lhe permitirão confiscar metade do que ganhamos hoje. É deste brutal esbulho que falamos e que está ao nível de decisões idênticas tomadas por governos da América Latina nos anos 80. É isto que está por trás da proposta de lei do Orçamento do Estado para 2012 e das decisões que o Governo já tomou em 2011. É sobre os escombros resultantes desta violentíssima e muito rápida pauperização (…) que o ministro das Finanças Vitor Gaspar espera que Portugal triunfe “como economia aberta e competitiva na Europa e no mundo” no final do programa de ajustamento. Faz sentido?

Nicolau Santos – Expresso

{ 2 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 Fernando Nunes 24 de Outubro de 2011 às 14:01

Não sei, nem ninguém sabe. Mas também ninguém sabe como é que chegamos alegremente á banca rôta, depois de vários avisos para o caminho que estava-mos a trilhar. Os erros e ignorância pagam-se caros

Responder

2 Azevedo 2 de Novembro de 2011 às 21:00

Tudo verdadeiro, tragicamente verdadeiro… Como também é verdade a verdadeira máfia que se apossou do Estado e esqueceu a ética. Culpa de quem ? Culpa do país, culpa dos portugueses, culpa dos partidos que foram tomados por gente que se serviu sem servir. Apesar de tudo ainda há quem os defenda… Muitos cometeram verdadeiros crmes, puníveis de lei, mas sempre escapam… Outros escapam dentro da legalidade com esquemas de vária natureza… Dias Loureiro, Duarte Lima, Armando Vara, e um outro indívíduo que não me recordo o nome mas cuja família movimenta muitos milhões e foi sócio, num negócio de gasolina!!! com Fátima Felgueiras!
O povo, ignorante, alomba com os desvarios desta maralha que assaltou o poder em Portugal . Pobre país , triste gente!!!

Responder

Anterior:

Seguinte: