A TRANSPARÊNCIA QUE LHES FALTA

por Pedro Sousa em 24 de Julho de 2011

em País

O que daqui decorre é que o imposto extraordinário pode ser justificado como medida preventiva – mas não (pelo menos até agora) como panaceia para o tal “desvio colossal” das contas públicas que, face aos dados divulgados pela Direção Geral do Orçamento, pura e simplesmente não existe. Seria bom, portanto, que Passos Coelho e o Ministro das Finanças esclarecessem rapidamente esta questão. Para quem fala sistematicamente em transparência, neste caso há muita falta dela. E nada pior do que irem aos bolsos dos contribuintes com argumentos que a realidade desmente

Nicolau Santos no Expresso

{ 1 comentário… lê abaixo ou adiciona }

1 inquieto 25 de Julho de 2011 às 12:28

ora vivam lá!

politics are back!!

ainda bem. fico descansado.
e o meu bolso tb.

mas não sei porquê, fico desconfiado!
a comparar com o vigor que o dito senhor defendia as trapalhadas no BCP…

um abraço
inquieto

Responder

Anterior:

Seguinte: