Fenprof propõe que stress seja considerado “doença profissional dos docentes”

por Pedro Sousa em 16 de Março de 2010

em País

Pronto… nem vou dizer nada… mas os joanetes também… quiça…

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) vai propor sábado, no seu Conselho Nacional, que o stress seja considerado “como doença profissional dos docentes, com todos os mecanismos de protecção que lhe deverão estar associados”.

{ 5 comentários… lê abaixo ouadiciona }

1 inquieto 16 de Março de 2010 às 15:04

Também concordo contigo!

Há que ter muito cuidado com o stress!

Não é assim de qualquer maneira que se manda um prof. pra invalidez; ou para a baixa.

Mas não te esqueças disto:
Já qd tu estudavas havia profs mal tratados, e eu sei, que tu sabes, o nome deles. Mas tb sabes que o simples receio de levar uma “castanhada” nas orelhas, te punha, a ti, a mim, e aos outros à nossa volta, em sentido e de bolinha baixa. E tínhamos nós já idade para ter juízo.
Mas eis que Portugal evoluiu, e com as teorias integracionistas das Excelências do governo Guterres, tudo virou ao contrário, se não sabes, podes informar-te com facilidade, e que até ao culminar com o mais recente doc que é o estatuto do aluno, as salas de aula dos professores portugueses, na sua geralidade (não digo todas), e do ensino público, se tornou numa perfeita balbúrdia, sem ordem, sem vontade de aprender, sem respeito pelo prof., e na mais descabida assobiadela para o lado por parte dos responsáveis dos agrupamentos.
Meu caro Pedro, no que a esta matéria diz respeito, de longe, e sem espinhas, o PS, fez andar para trás!!. O resultado ainda não está todo à vista!!
Mas eu percebo… lá no fundo os profs foram dos que mais porrada apanharam do Sócrates. E isso não consegues contornar porque eu tb o senti, e pq muita gente tb o sabia, eventualmente, o próprio, mesmo: muito daquilo que se fez não era sensato, e no fim foi reconhecido!!

Mas nota: li algures que um prof teve o desplante de pedir autorização aos pais dos seus alunos, para lhes dar um tabefe!!

Vê lá tu a descaradeza!!

E vai lá, a DREL, aquelas eminências!!, Zás, processo disciplinar ao prof.!!

Meu caro amigo!
Quem conhece algumas escolas, com eu…
F***-** a taça.

Um abraço,
inquieto

Responder

2 Pedro Sousa 16 de Março de 2010 às 15:47

Caro inquiteto,

À excepção da paternidade que atribuis aos problemas, concordo em grande parte com o que escreves. Sinto, efectivamente, que a escola está a precisar de uma mão forte que tente colocar as coisas mais no sítio… no entanto, os professores também têm de saber forçar a sua autoridade, e não me parece que seja com pedidos deste tipo (que apenas descredibilizam) que isso acontecerá. Cair no ridículo (que me parece o caso) apenas prejudica.

Responder

3 joaquim toscano 16 de Março de 2010 às 17:44

inquieto:
plenamente de acordo.
quando estiveres mesmo mesmo chateado com o estado a que isto chegou…
senta-te…
e o 10 de junho já não tarda
vai ser uma festa do caraças, até já estou a ficar marafado!!!

Responder

4 inquieto 17 de Março de 2010 às 18:46

Pedro,

Depois de ver o que vi, em dois agrupamentos de escolas diferentes!
A forma como o director/a agiu para com os profs!!( que não faziam aquilo que pediam ao director)!
A maneira como se fez proteger,…
Mas isto foi antes, sim, no tempo da outra senhora!!

Meu caro,
não é para admirar o consumo de Prozac e afins.

um abraço,
inquieto

Responder

5 F Santos 18 de Março de 2010 às 15:40

Caro P Sousa

A tua saga continua…

Diz-me, honestamente, o motivo da tua obcessão.

Responder

Anterior:

Seguinte: