FCP e a máfia no futebol português

por Pedro Sousa em 6 de Julho de 2008

em País,Repita lá?!?!?!?

Elísio Amorim, deputado do PS pelo círculo de Aveiro, foi um dos principais organizadores do jantar que um grupo de deputados ofereceu a Pinto da Costa na Assembleia da República no passado mês de Maio. É também o vice-presidente do CJ da Liga e abandonou a reunião do dito CJ quando percebeu que Pinto da Costa ia ser suspenso por dois anos. Naturalmente: então convida-o para jantar na AR e depois condena-o por tentativa de corrupção?
Se isto é assim agora, com todos os holofotes e com toda a “perseguição”, imaginem como era antes.

***********************************************************

Parece que os companheiros de António Gonçalves Pereira não acharam piada à esperteza do homem: quis acabar com a reunião do CJ da Liga porque o Boavista e o FCP iam levar na carola. O “homem” é presidente do CJ da Liga e… vereador de Valentim Loureiro.

daqui: http://marsalgado.blogspot.com/

{ 1 comentário… lê abaixo ou adiciona }

1 J. P. Matos 25 de Julho de 2008 às 17:09

È de lamentar que se ponha desta gente se se pode chamar gentes a isto, à frente de entidades que se presime, deveríam ser isentas e o que ´ha è disto?
Que país é este? Será o zimbawei, a nigéria, sumália ou que coisa é esta senhores?
Por favor, barram toda a casa e limpem os cantos todos, para ver se não fica nenhum licho desse nas filas do futebol.
Se poseram castigo a um arbitro por corrupção activa, e porquê, quem o corrompeu não levou o castigo equivalente?
Todos os portugueses com até um baixo grau de escolaridade perceberam aquilo que passou e que nada lhes passou.
O que é preciso pelos vistos, é ter influências e dinheiro, que a justiça até parece fogir deles.
Que pobre está o nosso País.
Não se queixem se vier por aí uma ditadura, porque desta forma não se pode.
Não sou político, não gosto de Futebol, mas muito menos gosto desses tipos que se burlam de tudo e todos ou quase todos.
Cinceramente isto parece a camorra de Italia até ser banida.
Salvem-nos das garras desses polvos.
Bendito seja DEUS.

Responder

Anterior:

Seguinte: