Do arquivo mensal:

Outubro 2007

Santana Lopes aos zigue-zagues

por Pedro Sousa em 21 de Outubro de 2007

em Sem categoria

O que disse PSL à Revista Sábado em Fevereiro:
Não tenho nenhum prazer em exercer aquelas funções [de deputado]”

O que disse PSL à mesma revista na semana passada:
Gosto de estar no parlamento com muito trabalho; não gosto de estar no Parlamento com pouco trabalho.

****************************************************

Não sendo do meu partido, agradeço este regresso de PSL à vida politica activa. E para além de mim, tenho a certeza que humoristas, caricaturistas e cartoonistas também

{ 1 comentário }

Sobre o professor Charrua…

por Pedro Sousa em 19 de Outubro de 2007

em Sem categoria

É professor de inglês do ensino secundário. Agora, “quebrou um interregno de 19 anos em que os alunos não fizeram parte do seu horizonte.” Voltou “em força” a dar aulas. “Há 27 anos que não tinha tantas turmas como agora. Duas do 9.º e duas do 10.º.” Dito de outra forma: “O horário ocupa-lhe duas manhãs e três tardes. Tem a sexta-feira livre.” Ou dito ainda de outra forma: “Agora tem um horário completo que corresponde ao topo da carreira, com 14 horas de aulas”. Trata-se de uma reportagem verídica, como a foto tirada com o mestre a escrever no quadro da sala de aula evidencia. Não sei se o tiro não saiu ao “Público” pela culatra.

daqui http://corporacoes.blogspot.com/2007/10/charrua.html

********************************

OK, sei que me vão cair em cima, mas caramba… 14horas por semana?? Não aceito que se queixem, desculpem. Sei qué é uma função difícil, que exige trabalho, mas são 14 horas. Isto é, menos de 3 horas dia!! Não sei que vou fazer no futuro, mas hoje 10 ou 11 horas trabalho eu por dia! 

{ 1 comentário }

Usar silicone para “picar o ponto”?

por Pedro Sousa em 19 de Outubro de 2007

em País

Vi nas televisões um responsável de um hospital do Porto gozar com o sistema de controlo de assiduidade porque em vez de colocar o dedo pode ser usado um dedo de silicone. Achei que o médico não se apercebeu da figura triste que estava fazendo.

É evidente que o sistema pode ser falseado, como qualquer outro sistema, o recurso à impressão digital como a generalidade dos outros não é infalível. Mas parece que o “doutor” não sabe que usar uma falsificação constitui uma infracção disciplinar greve, equivale, pelo menos, a uma falsa declaração. Dizer que tinha encomendado um dedo de silicone é a mesma coisa que dizer que tinha adquirido uma gazua para abrir fechadura.

Enfim, uma figura triste.

daqui: http://jumento.blogspot.com/2007_10_14_archive.html

 ************************************************

É incrível como o simples facto de existirem meios para garantir que a classe médica chega a hora, consegue transtornar tanto. Sinal de que a medida é mesmo necessária?

{ 0 comentários }

Pode bater-se na mulher… de vez em quando!

por Pedro Sousa em 13 de Outubro de 2007

em Repita lá?!?!?!?

mulher1.jpg 

Na sua opinião, uma mulher que é agredida pelo marido deve manter o casamento ou divorciar-se?
Depende do grau da agressão.
O que é isso do grau da agressão?
Há o indivíduo que bate na mulher todas as semanas e há o indivíduo que dá um soco na mulher de três em três anos.
Então reformulo a questão: agressões pontuais justificam um divórcio?
Eu, pelo menos, se estivesse na parte da mulher que tivesse um marido que a amava verdadeiramente no resto do tempo, achava que não.

Reitor do Santuário de Fátima, Luciano Guerra, entrevista ao DN

{ 3 comentários }

summer job

por Pedro Sousa em 8 de Outubro de 2007

em Com a devida vénia,País

Papá, dás-me dinheiro para pagar a festa do meu 32 aniversário??

Provavelmente, uma das primeiras surpresas que tive na minha experiência de vida no Canadá, foi a de que lá o ano lectivo, nas escola secundária e na universidade, terminava em Abril e só recomeçava em Setembro. Quatro meses inteiros de férias!, foi a minha primeira reacção. Puro engano, em breve compreenderia. Os quatro meses destinavam-se a que os estudantes, a partir da adolescência, pudessem encontrar um emprego de verão (summer job) que os ajudasse a custear os estudos, e os iniciasse nessa difícil virtude cristã que é a de um homem ou mulher se sustentar a si próprio. [...]

Fantástico post  de Pedro Arroja aqui :http://portugalcontemporaneo.blogspot.com/2007/10/summer-job.html

{ 0 comentários }

Durão Barroso… outros tempos!!!

por Pedro Sousa em 8 de Outubro de 2007

em Estado de Espírito

[kml_flashembed movie="http://www.youtube.com/v/KKw-UjHCEWI" width="425" height="350" wmode="transparent" /]

Ai, os erros da juventude!

{ 0 comentários }

Portugal S.A.

por Pedro Sousa em 6 de Outubro de 2007

em Com a devida vénia,País,Repita lá?!?!?!?

Por causa de um inenarrável contrato assinado em 1994, a Lusoponte tem o exclusivo rodoviário na travessia do Tejo a jusante da ponte de Vila Franca de Xira. Quem negociou tão original contrato? O ministro das Obras Públicas, Engº. Joaquim Martins Ferreira do Amaral. E por causa desta exclusividade, a Lusoponte poderá vir a receber uma compensação por causa da construção da terceira ponte sobre o Tejo. Quem é que está contente? O presidente do Conselho de Administração da Lusoponte, Engº. Joaquim Martins Ferreira do Amaral.

 daqui: http://arrastao.weblog.com.pt/arquivo/2007/09/portugal_sa

{ 0 comentários }

Santana Lopes

por Pedro Sousa em 5 de Outubro de 2007

em Com a devida vénia,País

Quando Santana Lopes abandonou o estúdio da SIC Notícias, depois de ter sido interrompido por uma reportagem sobre a chegada do Mourinho ao aeroporto, o País ficou estupefacto: não é frequente que Santana Lopes saia da frente das câmaras por sua livre iniciativa. Costuma ser preciso obrigá-lo.

Ricardo Araújo Pereira na Visão.

{ 0 comentários }

Tá bem visto…

por Pedro Sousa em 3 de Outubro de 2007

em Repita lá?!?!?!?

CASO MADELEINE II: João Paulo II recebeu Carolina Salgado. Bento XVI recebeu o casal McCann. É imperioso colocar um Securitas à porta do Vaticano.

do blog do Gato Fedorento.

{ 0 comentários }

Hospital Pedro Hispano – Sinal Positivo

por Pedro Sousa em 3 de Outubro de 2007

em País

Com a mania que há de falar mal dos Hospitais públicos, decidi vir aqui dizer que necessitei de utilizar os serviços do Pedro Hispano (Matosinhos) e fiquei agradavelmente surpreendido.

As duas criticas que faço – antes de ir aos pontos positivos – são: o tempo de marcação de consulta. Foi pedida pelo Centro de Saúde em Junho e foi marcada para 25 de Setembro e 03 de Outubro. Além disso, tinha consulta às 16.30h, fui atendido às 17.30h.

Mas prefiro relevar o positivo. Aqui vai:

a) Por motivos profissionais, tentei adiar, por telefone, os exames de dia 25. Depois da chamada (talvez 30 minutos depois) o Hospital ligou-me a dizer que remarcar ia demorar muito, mas que se eu quisesse podia levar a máquina para casa e fazer o teste em casa, desde que a devolvesse no dia seguinte. Assim, foi. Graças à pro-actividade do Hospital (que não tinha essa obrigação, pois fui eu que pedi o adiamento), não tive de esperar mais 5 meses.

b) Na consulta de dia 3, fui atendido pela Dra. Ana Paula Simão* que fez 3 coisas muito pouco comum nos médicos portugueses:

 - veio receber à porta do gabinete;
 - estendeu-me a mão para me cumprimentar;
 - deu-me uma explicação detalhada, olhando-me nos olhos e não para os papéis e/ou computador

c) Instalações do melhor, limpas. Pessoal do secretariado extremamente simpático.

Porque acho que não é só falar mal, decidi deixar o testemunho!

*ponho o nome da médica porque não sei se o profissionalismo por ela demonstrado, é geral ao hospital ou especificamente da pessoa.

{ 3 comentários }